Um sistema para restaurantes é indispensável, no contexto atual, para você atender bem a seus clientes e administrar o negócio de forma eficiente. Mas como escolher o melhor serviço? Como funciona o processo de implementação desses sistemas? Entenda tudo no artigo a seguir.

Você talvez já tenha ouvido falar sobre as vantagens dos sistemas para restaurantes. É possível processar os pedidos de seus clientes com mais rapidez e eficiência, melhorando a qualidade de atendimento. Além disso, os sistemas sincronizam as informações de pedidos com sua cozinha, estoque, financeiro e outras áreas. Isso tudo melhora o processo de gestão e permite maximizar os lucros do seu restaurante.

Em vista disso, você decidiu que irá contratar um sistema para restaurantes. A decisão é simples, mas a complicação vem logo em seguida: onde encontrar um sistema como esse e como fazer a contratação? E depois, como implementar o sistema para restaurantes no estabelecimento?

A verdade é que esse processo é muito menos complexo do que você pode imaginar no primeiro momento. Escolhendo uma boa empresa parceira, você pode estar com o sistema funcionando dentro de pouco tempo. Para garantir que isso aconteça no seu caso, nós preparamos este guia completo para auxiliar na sua escolha. 

Depois disso, na segunda parte do artigo, nós também explicamos como funciona o processo de implementação do sistema para restaurantes no local, uma vez que você tenha feito a escolha. A partir disso, você consegue se preparar com mais segurança para isso.

 

Confira mais dicas de gestão para lojas, bares e restaurantes

 

Como escolher um sistema para restaurantes, na prática

Se você nunca utilizou um sistema para restaurantes no dia a dia, pode ser bastante complicado reconhecer uma boa escolha entre as alternativas disponíveis. Afinal, quais deveriam ser os seus critérios para escolha? Por isso, nós explicamos alguns fatores que você deve levar em conta.

Credibilidade da empresa parceira

O primeiro fator que você deve observar, sem sombra de dúvidas, é a empresa que fornecerá seu sistema para restaurantes. Afinal, o sistema dificilmente será bom e trará resultados satisfatórios se for oferecido por uma empresa sem credibilidade no mercado, certo?

Então, busque informações sobre o histórico da empresa no ramo de sistemas para restaurantes e automação comercial, há quanto tempo ela trabalha com esse setor e quantos clientes já usam suas soluções. Se a empresa tiver um blog, observe se ela publica cases de sucesso — afinal, os cases demonstram que a solução já funciona na prática, em outros restaurantes.

Busque também por depoimentos de clientes e, se possível, vá a outros restaurantes que usam esse sistema que você pretende contratar. Os depoimentos são indicativos de como a empresa se comporta no longo prazo — na hora da contratação, todos tratam bem, mas e depois disso?

 

Usabilidade e funções do sistema para restaurantes

Antes de tudo, tente entender quais são as tarefas e rotinas que fazem você precisar do sistema para restaurantes. Isso é essencial para você procurar uma opção que realmente atenda às suas necessidades — caso contrário, você pode descobrir que falta uma função importante quando já for tarde demais. Não é isso que queremos, né?

A partir dessa autoavaliação do negócio, você tem mais informações para analisar as funções que as empresas descrevem em seus materiais de divulgação. A seguir, listamos algumas que são importantes para a maioria dos nossos clientes:

 

Peça uma demonstração ou teste grátis

Já pensou contratar um sistema e, na hora H, descobrir que você não consegue utilizar aquelas funções que você contratou? Porque o sistema é complicado, confuso ou as funções essenciais estão escondidas em menus que você não entende?

Para evitar isso, é indispensável entrar em contato com a empresa para pedir uma demonstração — e, assim, visualizar como o sistema funciona, na prática. Em muitos casos, a empresa oferece um teste grátis, para que você mesmo observe como o sistema se adapta ao seu uso.

Se você pretende usar o sistema para restaurantes no celular ou tablet, aproveite esse teste para verificar se as telas são responsivas e permitem trabalhar bem nestes dispositivos.

 

implementar sistema para restaurantes

 

Implementação e suporte técnico

Durante a reunião de demonstração ou período de teste, busque compreender como funcionam os processos para implementar o sistema para restaurantes no seu local. Alguém fará reuniões para auxiliar você na instalação e lhe ensinar como usar o sistema — ou você precisa dar conta de tudo sozinho? 

Além disso, como é o suporte técnico, caso você tenha alguma dúvida após a implementação e algum problema durante o uso? E se o sistema, por acaso, cair? A empresa oferece um número para ligações ou liga para o cliente? Em quais dias da semana?

São muitas perguntas, mas todas precisam de resposta. A partir disso, você saberá como essa empresa atende aos clientes — e poderá escolher com segurança

 

Pense no custo-benefício (e não apenas custo)

Para finalizar a parte da escolha, nossa última dica é pesquisar bastante: leia as informações nos sites das empresas, marque reuniões, faça demonstrações e testes — para então decidir, com toda segurança. 

Nós compreendemos que a questão financeira pode ser bastante complexa em um setor como o de restaurantes — mas evite escolher pensando apenas no preço. O mais importante é o custo benefício, uma vez que o sistema para restaurantes tem função primordial nos lucros.

 

Como implementar um sistema para restaurantes, após a contratação

Uma vez que você tenha escolhido seu sistema para restaurantes e assinado o contrato, como fazer para “colocar a mão na massa” e começar a utilizar o serviço? 

A verdade é que o processo de implementação depende de cada empresa — em alguns casos, você só recebe um link para acesso e tem que descobrir tudo por conta própria. Em outros, há mais auxílios e reuniões. A seguir, nós explicamos como funciona a implementação do sistema aqui na ConnectPlug:

  1. Depois de fechar o contrato com o comercial, o cliente é direcionado ao time de gestão do relacionamento. Esses profissionais vão explicar como funciona todo o processo de implementação e marcar a primeira reunião.
  2. A primeira reunião costuma ter duas ou três horas. O profissional de implementação vai mostrar como todos os módulos do sistema ERP funcionam, além de entender qual é o modelo de negócio do cliente para auxiliá-lo nas configurações.
  3. Nesse momento, o profissional de implementação instala a frente de caixa, mostra como ela funciona e como fazer uma venda, além de instalar impressoras, fazer a configuração fiscal para emissão de notas, entre outros processos.
  4. Nessa reunião, também são feitos os primeiros cadastros de produtos e o profissional de implementação buscará entender quais módulos são necessários para que o cliente faça o melhor uso possível do ERP.
  5. A ideia é que, ao final da reunião, o sistema esteja pronto para “rodar” plenamente — mas pode ser necessário fazer mais de uma reunião.
A partir desse momento, o cliente já está “em operação”, como costumamos chamar. Com isso, ele pode acionar o suporte técnico via chat, de domingo a domingo. 

Em resumo, você só precisa de tempo para conversar com o time de implementação. Dentro de algumas horas, remotamente ele irá fazer toda a instalação, as configurações necessárias e deixar o sistema prontinho para você trabalhar. Simples, né?

Então, se você quer saber mais sobre nosso sistema, pedir uma demonstração e fazer um teste grátis — como mencionamos na parte da escolha — entre em contato conosco.

 

 

 

 

 

Posts Recomendados

Nenhum Comentário ainda! Seja o(a) Primeiro(a) a Comentar!!!


Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *