Desde seu lançamento, em 2020, o PIX se tornou o meio de pagamento favorito dos clientes em todo o Brasil — o que também estimulou as empresas a adotá-lo. Entretanto, o PIX para empresas tem algumas particularidades que podem gerar dúvidas, especialmente no que diz respeito à cobrança de taxas.  

De acordo com dados divulgados pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) em outubro de 2023, o PIX já tem mais de 161 milhões de usuários. Destes, 146,8 milhões são pessoas físicas — mas 14 milhões de empresas também já aderiram a essa tecnologia. 

Então, se você ainda estava reticente em adotar o PIX para empresas, esses dados podem fazer você mudar de ideia, não é mesmo?

Porém, é claro que esse movimento das empresas em relação ao PIX nada mais é que uma reação às exigências do consumidor. O PIX é o meio de pagamento favorito dos brasileiros, superando todos os outros métodos já em 2022 — só dois anos após seu lançamento. Nos dados de 2023, o PIX registrou 9,4 bilhões de transações só no segundo trimestre (contra 4,4 bilhões dos cartões de crédito e 3,9 bilhões dos cartões de débito). 

Isso não significa, contudo, que o PIX está substituindo os cartões. Na verdade, os maiores afetados com essa mudança são as transações com dinheiro vivo, cheques ou boletos — e, em relação a esses meios, o PIX é uma opção bem mais moderna e segura. Nesse sentido, os principais beneficiados pelo PIX são pessoas que antes não utilizavam outros meios de pagamento eletrônicos. 

Isto posto, você tem várias razões para aderir ao PIX para empresas — e talvez já estivesse convencido disso quando pesquisou sobre esse tema e clicou nesse artigo. Por isso, nosso intuito com esse conteúdo é justamente responder às dúvidas que você talvez tenha sobre o PIX para empresas: como ele funciona, quais as taxas e muito mais. 

 

Leia outros artigos para ajudar sua empresa a crescer no blog da ConnectPlug

 

Como funciona o PIX para empresas?

O PIX para empresas funciona de forma muito semelhante à utilizada por pessoas físicas: é possível fazer transferências instantâneas de valores, a qualquer hora do dia, usando as chaves PIX, QR codes ou os códigos PIX copia-e-cola. Mas também há algumas diferenças importantes, especialmente no que diz respeito às funcionalidades extras e taxas. 

A seguir, nós explicamos melhor cada uma das particularidades, separadamente. 

 

pix para empresas

 

Quem pode utilizar o PIX para empresas?

Qualquer estabelecimento comercial pode usar o PIX para empresas, independente do segmento e do porte: desde os microempreendedores individuais (MEI) até as grandes corporações e redes de lojas. 

Para isso, você deve ter uma conta PJ em um banco — seja ele tradicional ou digital — ou uma carteira digital. Lá, você pode cadastrar até 20 chaves PIX para cada conta. Pessoas físicas podem cadastrar apenas 5 chaves por conta. Suas chaves podem ser:

  • Seu CNPJ
  • Seu e-mail
  • Números de telefone da empresa
  • Chaves aleatórias.

Além disso, você pode gerar QR Codes — mas vamos falar mais sobre isso, a seguir. Dito isso, uma chave PIX não pode ser utilizada em duas instituições diferentes. 

 

O PIX para empresas tem taxa?

A taxa do PIX para empresas depende do tipo da sua empresa e de qual banco você usa — em alguns casos, você pode ser isento dessas taxas. 

A questão é a seguinte: o Banco Central determina que as regras de cobrança do PIX para MEI e empreendedores individuais (EI) sejam as mesmas das pessoas físicas. E para essas pessoas, a cobrança do PIX só é autorizada quando o cliente:

  • Recebe mais de 30 PIX por mês;
  • Recebe PIX com QR Code dinâmico de qualquer pagador;
  • Recebe PIX com qualquer QR Code de uma pessoa jurídica;
  • Recebe dinheiro em uma conta de uso comercial.

Sendo assim, se a sua empresa é MEI ou EI, só haverá cobrança de taxa do PIX nos casos mencionados acima. No caso de empresas maiores, o PIX pode ser cobrado em todas as vendas para pessoas físicas e em algumas transações para pessoas jurídicas. 

pix para empresas

 

Qual a taxa do PIX para empresas?

Como dissemos, as taxas dependem do banco ou carteira que você utiliza. Há instituições que isentam todos os clientes dessas taxas (afinal, ganham em outros serviços), enquanto outros bancos cobram valores entre 1% e 1,5%, com um limite mínimo e máximo para essa taxa (independente do valor do PIX). 

Vale reforçar que a cobrança de taxas é autorizada apenas em casos específicos, quando o cliente é MEI ou EI. Dito isso, como os valores variam muito, o melhor a fazer é consultar seu banco — inclusive para pleitear melhores condições para sua conta. 

 

Como usar o PIX para empresas?

Você pode começar a utilizar o PIX para empresas da mesma maneira que faz com seu PIX pessoa física: acesse o aplicativo da sua conta PJ, procure a opção PIX e cadastre a chave. O PIX para empresas possibilita até 20 chaves por conta, incluindo o CNPJ, e-mail, telefone e as chaves aleatórias. 

Mas essa não é a única forma de usar o PIX para empresas: você também pode gerar um QR Code estático e deixá-lo exposto no seu estabelecimento. Assim, o cliente tem acesso à sua chave com mais facilidade. Mas ainda mais fácil que isso é a forma que vamos mostrar na seção seguinte do artigo.

 

Benefícios e vantagens de usar o pix no seu negócio

 

PIX na maquininha: como utilizar e benefícios

Além da chave PIX tradicional ou do QR Code estático, uma forma ainda mais simples de usar o PIX para empresas é com as maquininhas de cartão de crédito. Além de aceitar os cartões, elas podem gerar QR Codes dinâmicos para pagamentos rápidos e fáceis no PIX.

Com a maquininha, seu cliente não precisa digitar a chave, nem o valor da compra: todas as informações já estão no QR Code dinâmico. Ele só precisa ler e a própria maquininha processa o pagamento, fazendo a confirmação do mesmo. 

Isso também é mais seguro e prático para a empresa — afinal, você não precisa entrar na sua conta para ter certeza de que o valor caiu corretamente. Isso é bem importante, já que os golpes, infelizmente, são comuns: pessoas mal intencionadas podem agendar um PIX, mostrar o comprovante e cancelar esse PIX posteriormente, por exemplo. 

Contudo, o PIX na maquininha impossibilita esse tipo de golpe. Além disso, considerando que o cliente não precisa digitar nenhum valor manualmente — apenas ler o QR Code — a transação se torna muito mais rápida. Então, isso também evita filas no seu comércio. 

Para terminar, outro benefício do PIX na maquininha diz respeito à organização e a gestão financeira do seu negócio. Você pode conectar sua maquininha a um sistema de gestão e acompanhar todos os pagamentos de acordo com suas vendas — independente de serem feitos em PIX, cartão de crédito ou débito. Assim, contabilizar os valores recebidos em um turno ou dia se torna muito mais simples, já que os valores são contabilizados de maneira automática pelo sistema. 

Para obter esses benefícios, você deve aliar o PIX para empresas a outras tecnológias para comércios, como os sistemas de gestão ERP. Se você quer saber mais sobre esse tipo de sistema e seus benefícios, nós recomendamos que você leia outros artigos aqui no blog da ConnectPlug. Por agora, nós esperamos que esse conteúdo tenha tirado suas dúvidas sobre PIX para empresas.  

 

Veja também o nosso guia completo de Gestão Empresarial para Restaurantes:


pix para empresas

Posts Recomendados

Nenhum Comentário ainda! Seja o(a) Primeiro(a) a Comentar!!!


Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *