O planejamento estratégico de uma empresa é a base de suas ações em um período determinado. Os pequenos negócios também devem ter o seu, de modo a definir seus próximos passos.

Você provavelmente já sabe que uma pequena empresa sem um bom planejamento estratégico é um negócio que não tem a direção que precisa para ter sucesso e provavelmente irá fadá-lo ao fracasso. Deixar a maré te levar não vai trazer nada de bom!

Tampouco adianta colocar todas as ideias no papel de qualquer jeito: é muito importante seguir um padrão e deixar tudo em ordem!

É aí que entra a importância do planejamento estratégico, ferramenta de gestão fundamental para negócios de qualquer porte. Não é porque o seu é pequeno que esse aparato não se aplica a ele!

 

Clique para ir direto ao assunto que te interessa:

 

 

 

O que é o planejamento estratégico de uma empresa?

 

O planejamento estratégico de uma empresa deve ser a base de todas as tomadas de decisão durante sua vigência.

Ele consiste em colocar uma série de elementos fundamentais sobre o seu negócio no papel, de maneira correta e visando ultrapassar eventuais obstáculos.

Para montar seu planejamento estratégico empresarial, é fundamental ter algumas informações na ponta da língua:

  • Onde seu negócio está?
  • Onde você quer que seu negócio chegue?
  • O que você tem que fazer para que seu negócio chegue nesse patamar?
  • Qual é o seu plano de trabalho para realizar estas ações?
  • Quais verbas serão usadas para colocar essas ações em prática?

É importante que você preze pela exatidão dessas informações. Um sistema de gestão ERP é uma excelente ferramenta para extraí-las: ele cruza dados de diferentes áreas de gestão, promovendo uma visão global do negócio.

Em suma, ele é a definição do seu objetivo, o que você vai fazer para chegar lá e quanto dinheiro você pretende gastar nisso.

Outro detalhe importante é que ele é feito visando o longo prazo. Há empresas nas quais o planejamento estratégico chega a ser feito com o horizonte de 10 anos! Quando se trata de horizontes temporais mais curtos, você deve elaborar um planejamento tático ou operacional – mas isso é assunto para outro post 😉

 

Por que o planejamento estratégico de uma empresa é importante?

Como o seu próprio nome diz, o planejamento estratégico é a fundamentação de toda a estratégia do seu negócio. É ele que vai dizer quais áreas devem receber uma atenção especial durante determinado período.

No que centrar os esforços? Diminuir o custo de aquisição de clientes? Aumentar as vendas globais? Aumentar o escoamento de um item específico? Diminuir a rotatividade de funcionários? Abrir uma filial? Um bom planejamento estratégico estabelece isso!

Atenção: centrar os esforços em uma área específica não significa deixar todas as outras negligenciadas. Todos os indicadores que mencionamos – e muitos outros – devem ser mantidos sob controle. O planejamento estratégico apenas define as prioridades de uma empresa para um período específico.

 

Quando o planejamento estratégico deve ser feito?

 

Se você está em processo de abertura de uma empresa, o melhor momento para elaborar o seu planejamento estratégico é… agora! Ele permite que você inicie as atividades com o pé direito, sabendo exatamente quais serão as prioridades do primeiro ano.

Você já tem um planejamento estratégico em vigor? Nesse caso, fique atento a seu prazo final: quando ele estiver chegando, você deve parar para analisar o que aconteceu no período. Caso o planejamento seja para o prazo de cinco anos, é interessante agendar revisões anuais, por exemplo.

Lembre-se: não é só questão de ver números e verificar se as metas foram atingidas ou não. É a hora de ser franco e admitir as razões por trás do não cumprimento dos objetivos ou o que impediu que os resultados fossem ainda mais incríveis, bem como o que funcionou e deve ser mantido.

O novo planejamento deve ser elaborado com base em todo esse aprendizado. Pode ser que os resultados indiquem a existência de questões que você nem imaginava que seria necessário realizar!

 

Como fazer o planejamento estratégico de uma empresa pequena?

O planejamento estratégico não é algo que você resolva em poucos minutos. Ele demanda muito tempo e trabalho!

Confira o passo a passo que preparamos para te ajudar em sua elaboração:

 

Analise a empresa a fundo

Dê um passo para trás e visualize o cenário como um todo. Quais são as forças da sua empresa perante a concorrência? E as fraquezas? O que você crê que pode ser melhorado? Coloque tudo isso no papel e siga para a próxima etapa.

 

Defina missão, visão e valores

 

 

Esses são aspectos muito importantes para definir as metas da empresa. Caso eles ainda não estejam estabelecidos, defina-os antes de seguir com a elaboração do planejamento estratégico.


Estabeleça metas

Agora que você já refletiu sobre o seu negócio, vamos ao que interessa: estabelecer metas!

Depois de definir seus objetivos, descreva as estratégias e as táticas que você usará para alcançá-los.

Você também precisará identificar os recursos necessários para implementar as estratégias, como equipe, fornecedores, instalações, equipamentos,estoque e assim por diante.

Também é preciso realizar um levantamento dos custos envolvidos e o impacto nas receitas. Se você precisar de financiamento adicional, também identifique as fontes de crédito.

Lembre-se do que falamos ao longo do artigo: os objetivos do planejamento estratégico devem ser reais e atingíveis. Metas muito mirabolantes não vão gerar nada além de stress!

 

Estabeleça estratégias para atingir as metas

 

 

Você já sabe onde está e onde quer chegar. É a hora de definir qual será o caminho!

Uma análise SWOT (pontos fortes, pontos fracos, oportunidades, ameaças) é um bom exercício para ajudá-lo a esclarecer sua situação atual e os fatores internos e externos que provavelmente vão te ajudar ou atrapalhar à medida que você busca seus objetivos.

Estabeleça o passo a passo do plano de ação que você vai realizar para atingir os objetivos do negócio. Novamente, seja realista: trabalhe apenas com o tempo e os recursos que você tem disponíveis de fato.

 

Crie um cronograma

Por fim, estabeleça um prazo para o atingimento das metas. Não se esqueça de que o planejamento estratégico não é apropriado para o curto prazo!

Você vai querer identificar objetivos estratégicos de longo prazo (três ou cinco anos é um período de tempo típico), bem como metas de curto prazo(o que você pretende alcançar no próximo ano ou mais).

Essas metas podem estar relacionadas a lançar novos produtos ou serviços, adquirir novos clientes, expandir para novos mercados, aumentar a lucratividade, aumentar a visibilidade de sua empresa ou qualquer outra coisa importante para sua empresa.

Seus objetivos devem ser ambiciosos o suficiente para serem desafiadores e inspiradores, mas não inatingíveis. Uma das maneiras mais simples de criar e listar seus objetivos, dentro de um planejamento estratégico para pequenas empresas, é usando a técnica de Objetivos SMART.

 

 

Dentro dessa metodologia, você deve definir objetivos que sejam, ao mesmo tempo:

 

  • Específicos: a primeira característica que o acrônimo traz se refere à especificidade: você deve ser específico nas definições dos seus objetivos.Não diga apenas que quer “mais visitantes para o site” ou que “a sua marca seja mais conhecida”.Dessa forma, fica difícil saber exatamente quais esforços você deve fazer para chegar lá.Objetivos vagos, generalistas, subjetivos tendem a ser menos eficazes. A dica é ser o mais específico possível.Você quer mais visitantes? Então diga quantos, em quanto tempo.Quer que a sua marca seja mais conhecida? Então pense como você vai medir isso (número de visitantes, alcance nas redes sociais, crescimento na busca orgânica etc.).Assim, seu objetivo se torna mais tangível para você e toda a sua equipe.

 

  • Mensuráveis: depois que você executar as ações planejadas, como saberá se atingiu os objetivos?Usar metas como “mais engajamento de marca” ou “mais influência social” dificultam a análise dos resultados, já que você não terá como medir as suas ações.É por isso que, como diz a letra “S”, você deve ser específico.Quantificar as suas metas é importante para, ao longo do caminho, saber o que falta percorrer e, ao final, poder comparar com os resultados.Assim, já ficam definidos também os seus indicadores-chave de sucesso (KPIs).Por exemplo, se você quer gerar mais leads, deve atentar-se a alguns pontos: quantos leads quer no futuro, quantos leads gera hoje (para saber seu crescimento) e como pretende medir esse número (se é preciso usar uma ferramenta, fazer alguma configuração etc.).

 

 

  • Atingíveis: embora você tenha grandes ambições, mantenha os pés no chão para definir seus objetivos.Os números devem ser desafiadores, para motivar a equipe, mas não exagere no otimismo.Definir metas inatingíveis gera o impacto negativo da frustração da equipe, que entende não ser capaz de chegar aos resultados esperados.Sabemos que não é simples chegar a um número que seja, ao mesmo tempo, pé no chão e desafiador.Mas ter experiência no negócio, fazer benchmarking e conhecer bem a sua equipe, também ajudam bastante.Seguindo o exemplo anterior de geração de leads, para definir o número de leads que você deseja no futuro, não basta pensar em um número ideal.Analise o que você consegue gerar hoje e, com as ações que pretende executar, qual a real capacidade do seu negócio e da sua equipe.

 

  • Relevantes: você conhece a sua realidade, o seu negócio e a sua equipe. Você sabe o que já realizaram e o que ainda podem realizar.Embora você acredite muito na capacidade de todos, existem limitações que devem ser consideradas.Então, seja realista na definição dos seus objetivos. Esqueça um pouco o ideal que você gostaria e trabalhe com a realidade, mesmo que ela esteja ainda aquém dos seus sonhos.Talvez, sendo realista agora, você consiga motivar sua equipe para superar as expectativas e ir além dos resultados previstos.O “R” está muito relacionado ao “A” que explicamos anteriormente: para definir objetivos atingíveis, é preciso conhecer a realidade do seu negócio.Por exemplo, se você quer melhorar seu posicionamento no Google, é preciso antes analisar se a sua equipe tem conhecimento específico em SEO ou se será terceirizado, para então definir uma meta razoável.

  • Temporais: a dedicação varia ao longo de um projeto, e geralmente o final demanda mais energia.Quando se estabelece um prazo, a equipe pode se programar e dosar seus esforços.Porém, um projeto que é prorrogado infinitamente, por não conseguir atingir os resultados, consome as energias dos envolvidos.Objetivos sem prazo se tornam desgastantes.Por isso, você deve estabelecer um prazo para a sua equipe alcançar os objetivos.Se não atingi-los, não fique prorrogando – avalie o que deu errado, o que pode ser melhorado e refaça os planos, com novos objetivos e estratégias.Se perceber que a projeção inicial de prazo não foi realista, é possível antecipar ou prorrogar o prazo. Mas não faça mudanças seguidas para não perder a motivação e a confiança da equipe.Se perceber também que a duração do projeto é longa demais, pense em objetivos de curto, médio e longo prazo que ajudem a manter o foco.

 

Concentre-se na execução

Um plano bem elaborado que acaba sendo arquivado em algum lugar faz muito mal à sua empresa. Para evitar problemas com a execução do planejamento estratégico nas pequenas empresas, seu plano estratégico deve incluir um plano de ação com tarefas, responsabilidades e cronogramas específicos.

Os membros de sua equipe precisarão se responsabilizar mutuamente pela obtenção de resultados.

 

O planejamento estratégico de uma empresa pequena tem alguma especificidade?

 

Não adianta ter ideias mirabolantes se você não tem os recursos para colocá-las em prática. Isso significa que pequenas empresas devem elaborá-lo com muito pé no chão!

 

Independentemente do porte, toda empresa deve ter um planejamento estratégico. Sem saber onde você está, onde quer chegar e como vai fazer para atingir isso, você nunca vai sair do lugar!

Porém, se você é o proprietário de uma pequena empresa, há alguns cuidados extras a tomar na hora de elaborar esse importante documento. Enumeramos dois pontos muito importantes:

  • Quando se trata de micro e pequenas empresas, é muito comum que o pessoal e o profissional se misturem. Afinal, o negócio é tudo na vida desse empreendedor! Acontece que, na hora de elaborar um planejamento estratégico empresarial, as metas pessoais e profissionais devem ser isoladas, assim como as finanças.

  • O planejamento estratégico empresarial de pequenos negócios deve ser elaborado com muito pé no chão. Não se iluda: você provavelmente não tem os mesmos recursos que uma grande empresa. Trabalhe com os recursos que você tem para ter ótimos resultados e evitar o stress de metas não atingidas!

 

 

 

Mas fazer só o planejamento estratégico de uma empresa grande não faz mais sentido?

Achar que o planejamento estratégico é algo exclusivo de grandes empresas é um dos grandes mitos do empreendedorismo. Assim como explicamos no post sobre marketing de relacionamento em pequenas empresas, as boas práticas de gestão não têm tamanho. Não há nada que te impeça de aplicá-las a seu negócio!

Na verdade, o planejamento estratégico em pequenas empresas é especialmente importante: ele pode ser o diferencial que fará o seu negócio superar as altas taxas de mortalidade de empresas pequenas e jovens no Brasil.

 


 

Hoje, você aprendeu como fazer o planejamento estratégico de uma empresa pequena Continue nos acompanhando para receber mais conteúdo de qualidade sobre o mundo do empreendedorismo! Em caso de dúvida, fale com a gente pelo contato@cplug.com.br. 😉

 Gostou do conteúdo? Então confira esse material exclusivo, com mais dicas fundamentais para encurtar o caminho do seu negócio até o sucesso:

Posts Recomendados

Nenhum Comentário ainda! Seja o(a) Primeiro(a) a Comentar!!!


Adicionar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.