Restaurante vegano é tendência para 2018: confira 6 dicas para o sucesso

Restaurante vegano é tendência para 2018: confira 6 dicas para o sucesso

Há quem não abra um restaurante vegano por considerar que não há público, mas os números mostram o contrário. Ao que tudo indica, o segmento é uma tendência no mercado gastronômico para 2018.

Não basta entender de gestão de restaurantes: quem quer ser o proprietário de um estabelecimento de sucesso deve sempre estar de olho nas tendências.

A atualização constante é essencial, já que as preferências mudam com o tempo. Se isso, por um lado, dificulta a vida de alguns restaurantes, por outro, gera novas oportunidades de negócio.

Se você pensa em empreender no ano que entra, deve observar as tendências do mercado de gastronomia para 2018. Uma delas são os restaurantes veganos, que prometem gerar grandes retornos para quem investe neles.

Clique para ir direto ao assunto que te interessa:

Existe mercado para um restaurante vegano no Brasil?

restaurante vegano
Seja por ideologia ou por saúde, a procura por produtos de origem animal só tende a crescer.

Muita gente já desistiu do projeto de abrir um restaurante vegano pensando que não há público para esse tipo de coisa no Brasil. Só que essa concepção não poderia estar mais equivocada!

Em 2012, um levantamento do IBOPE revelou que, na época, 8% da população brasileira se declarava vegetariana. Em números absolutos, isso significava 15 milhões de pessoas.

Por mais que faltem números oficiais sobre o assunto, tudo indica que o público vegano e vegetariano está em expansão. O principal indicador é a preocupação com a saúde: com o aumento de doenças causadas pelo sedentarismo e pela má alimentação, cada vez mais brasileiros estão dispostos a gastar um pouco mais para comer melhor.

Consequentemente, a busca por produtos veganos cresce. Essa filosofia prega o consumo exclusivo de produtos de origem vegetal. Isso elimina boa parte dos itens industrializados, que frequentemente têm produtos animais em sua composição.

Apesar disso, o número de estabelecimentos especializados – como restaurantes veganos – ainda é baixo. A maioria dos poucos que existe não se empenha em criar pratos atraentes ou criativos.

Também vale ressaltar que os veganos são, em sua maioria, pessoas de alto poder aquisitivo. Logo, não falta poder de compra entre eles!

O que fazer para abrir um restaurante vegano de sucesso?

O primeiro passo para abrir um restaurante vegano de sucesso é conhecer o público atendido por ele, como no caso de qualquer outra ideia de negócio.

A análise do estilo de vida dos veganos gera vários insights para aumentar as chances de que o negócio seja um sucesso. Confira algumas dicas para criar um estabelecimento de sucesso:

1. Seja sustentável como um todo

restaurante vegano
Ser sustentável, reduzindo o desperdício, também faz seu restaurante vegano se destacar.

Por mais que a preocupação com a saúde seja a principal preocupação entre os veganos, ela não é a única. Muitos adotam esse estilo de vida pensando na sustentabilidade, de modo a não pactuar com a indústria de alimentos de origem animal. Assim, é essencial que o seu restaurante vegano também abrace essa causa.

Pense: um restaurante gera muito lixo, consome muita água e gasta muita eletricidade. É preciso pensar em maneiras de reduzir isso: além de atrair mais público, medidas sustentáveis diminuem os custos e aumentam a rentabilidade do negócio.

2. Ofereça delivery

Veganos tendem a ter um alto poder aquisitivo. Mas isso não significa só muito dinheiro para gastar: significa, também, uma agenda atribulada. Consequentemente, o tempo para cozinhar é pouco, ou, até mesmo, inexistente.

É por isso que serviços de delivery são importantes em um restaurante vegano. Também é possível trabalhar com entregas de marmitas para a semana, que o cliente pode ir consumindo aos poucos. Ambos são excelentes oportunidades para aumentar o faturamento.

3. Não limite seu posicionamento apenas ao público vegano

Não é apenas o número de adeptos ao veganismo que está em ascensão: o número de simpatizantes dessa filosofia cresce cada vez mais. Há um grupo significativo de pessoas que busca diminuir o consumo de alimentos de origem animal, mas sem eliminá-lo por completo, seja por questões ideológicas ou de saúde.

Esse também é um nicho de mercado a se explorar. Portanto, vale a pena ir além do veganismo na hora de escolher um posicionamento de mercado: você também pode se vender como um restaurante de comida natural, estendendo o público em potencial a pessoas preocupadas com a saúde.

Se você já tem um restaurante, pequenas mudanças no cardápio já surtem esse efeito: inclua opções veganas e vegetarianas para aumentar o espectro dos seus clientes em potencial.

-

4. Rompa com o senso comum

restaurante vegano
Receitas inovadoras destacam seu restaurante vegano da concorrência.

De restaurantes veganos pouco inovadores, o mercado está cheio. Uma das maiores queixas desse público é, justamente, a falta de variedade e criatividade nos pratos veganos. Não basta trocar a carne por proteína de soja e achar que é suficiente!

Portanto, mergulhe nesse universo, pesquise e busque receitas e substituições pouco comuns. Vale a pena contratar cozinheiros veganos ou que se interessem pelo assunto, de modo que inovem constantemente e atraiam cada vez mais público.

5. Seja mais do que apenas um restaurante

É muito difícil ir a um mercado comum e encontrar uma seleção satisfatória de produtos veganos e vegetarianos além dos legumes. Contudo, há cada vez mais produtores que investem nesse tipo de produto, de olho no público em crescimento.

Deste modo, seu restaurante vegano pode muito bem contar com uma espécie de mercearia anexa, que venda tais itens ao público. É uma maneira de aumentar o faturamento sem fazer um investimento extra muito alto.

6. Tenha um plano de negócio

restaurante vegano
A baixa concorrência faz com que a oportunidade de fidelização de público seja alta.

Não é porque o mercado vegano está em crescimento que você deve, logo de cara, investir uma soma considerável de dinheiro e simplesmente torcer para dar certo.

A concorrência pequena não é o que vai fazer o negócio ser um sucesso, mas ajuda. A baixa quantidade de empresas especializados faz com que os veganos sejam fiéis aos estabelecimentos que frequentam.

Você deve ter um plano de negócio com foco em fidelização. Invista em programas de fidelidade, brindes e atendimento especializado. Trace metas nesse sentido para só depois considerar uma expansão.


Hoje, você aprendeu sobre a tendência dos restaurantes veganos para 2018. Continue nos acompanhando para receber mais conteúdo de qualidade sobre o mundo do empreendedorismo! Em caso de dúvida, fale com a gente pelo contato@cplug.com.br. 😉

Gostou do conteúdo? Então confira esse material com mais tendências do mercado de restaurantes para 2018 – e muito mais!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: